Tem novidade por aí! Os esportes que entrarão em Toquio 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O Caratê teve sua origem na ilha japonesa de Okinawa no séc XVII. Nos Jogos serao duas categorias, a “Kata” onde caratecas exibem golpes contra um oponente imaginário e sete juízes avaliam ritmo, velocidade, força e equilíbrio, designando notas para cada performance. Já no “Kumite” os atletas são divididos em categorias por peso e dois oponentes lutam emu ma area de 8×8 por 3 minutos, com golpes que valem de 1 à 3 pontos, ganhando quem abre uma diferença de 8 pontos, ou quem soma mais pontos no final do tempo. O Comitê Olímpico decidiu que o esporte não fará parte de Paris 2024, mas muitos esperam que uma estréia bem sucedida mude isso.

A escalada esportiva une força, técnica, equilíbrio e flexibilidade. Normalmente cada escalador é especialista emu ma categoria, mas nos Jogos todos os atletas disputarão as três modalidades: “speed” que são as provas de velocidade vertical, onde dois competidores percorrem lado a lado uma parede de 15m de altura com agarras, o “bouldering” que simula vias de escalada em rochas pequenas, onde os competidores precisam superar baterias de até 4 min. de paredes de até 4,5m com agarras (nessa categoria não se usam cordas, mas há colchonetes para amortecer eventuais quedas) e o “lead” que simula vias e escalada em rochas grandes, onde as paredes tem mais de 15m e o escalador tem uma única chance para chegar ao topo em 6 min.

O Skate surgiu na década de 1940 nas ruas dos EUA e hoje é um esporte muito popular em todo o mundo. Em Tóquio serão duas categorias: a “street” que simula a rua com obstáculos formados por rampas, escadas, corrimãos, bancos e paredes, onde as manobras serão avaliadaspor juízes pela velocidade, originalidade e movimentos e a “park” que é uma pista com formato de piscina onde os skatistas poderão alcançar uma altura de 3m do chão para fazer suas manobras. Destaque para os brasileiros Kelvin Hoefler, Letícia Bufoni, Luiz Francisco e Rayssa Leal.

Mas é no surfe onde temos as maiores chances de medalha com a æBrazilian Storm” formada por Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima, que já colhecionam muitos títulos mundiais na última década. Cada bacteria terá 30 min. disputada por quarto ou cinco atletas ao mesmo tempo e nas rodadas finais 1×1. As notas são dadas por um júri que avalia dificuldade, progresso, velocidade e variedade das manobras.

Beisebol e softbol retornam após um hiato de 13 anos. Ainda entrarão na programação o basquete 3×3, jogo em trios e meia quadra, e o BMX freestyle, competição de manobras livres de bicicleta. Nos Jogos Paralímpicos também estarão o taekwondo e o badminton.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio se iniciarão em 23 de julho. Não deixe de acompanhar suas modalidades preferidas e conhecer novos esportes.

Você também pode gostar de: