Será que o Ciclo de 144 anos está entrando em ação?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

É sabido que um dos maiores traders que atuaram principalmente na 1ª metade do
século passado, W.D.Gann, era não apenas um entusiasta no estudo de ciclos mas o
utilizou como ferramenta matemática a seu favor; fazendo sua fortuna atuando nos
mercados.
Particularmente o considero como o melhor, vis-à-vis a grandes outros nomes desta
seara porque além de ter feito fortuna na area de gestão de recursos, foi o único que
deixou o legado de suas técnicas, inclusive ministrando cursos compost, inclusive, de
uma literatura na área em seus últimos 10 anos de vida.
Advogava que há determinados períodos temporais referências de repetições de ações,
atividades e eventos, como se fossem “curvas sinoidais”, em que seus topos e vales
têm seus espaçamentos assemelhados.
Um destes períodos que utilizava com freqüência, destacadamente para eventos que
proporcionariam fortes alterações nos “estados atuais das coisas”, era o ciclo de 144
anos.
Se nos concentrarmos neste ciclo de 144 anos para procuramos entender sobre o ano
que está à porta, 2021, mostra que estamos passando por um momento político tanto
local quanto internacional muito contundente, dadas, principalmente, às eleições
americanas e a pressão da pandemia.
Assim e da mesma forma que W.D.Gann estudava o que poderia acontecer “na maior
probabilidade” no futuro, creio que vale à pena entendermos o que se passou há 144
anos atrás tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil.
Para enumerar e deixar o leitor à vontade para suas conclusões, extraí algumas
passagens da Wikipedia, acessada em 01Dez2020 às 13,55h, sobre o que ocorreu
neste periodo histórico, valendo à pena o leitor observar.
Segue abaixo, apontando que as letras em vermelho e itálico foram por mim
realçadas:
 Sobre a eleição para presidente Americano que acabamos de vivenciar:
“Rutherford Birchard Hayes (Delaware, 4 de outubro de 1822 – Fremont,
17 de janeiro de 1893) foi o 19º Presidente dos Estados Unidos entre 1877 e

  1. Como presidente, supervisionou o final da Reconstrução; iniciou os
    esforços que deram origem à reforma do serviço púbico; e tentou uma
    reconciliação entre as divisões originadas pela Guerra da Secessão e
    Reconstrução.
    Em 1876, Hayes foi eleito presidente numa das eleições mais controversas e
    confusas da história nacional. Ele perdeu o voto popular para o democrata Samuel
    J. Tilden, mas ganhou um voto do colégio eleitoral, intensamente disputado, depois
    de uma comissão do Congresso lhe ter atribuído vinte votos eleitorais, muito
    contestados.
    Ainda,
    Eleições de 1876
    Compreensivelmente, por causa do relativo anonimato e insignificância de Hayes, seu
    opositor na eleição presidencial, o democrata Samuel J. Tilden, era o favorito para
    vencer as eleições presidenciais e, de fato, conquistou o voto popular por cerca de
    250.000 votos (com cerca de 8.5 milhões de eleitores no total).
    Os votos de quatro colégios eleitorais foram impugnados. No intuito de vencer, os
    candidatos tiveram que reunir 185 votos: Tilden foi apenas um, com 184 votos,
    Hayes tinha 165, com 20 votos que representam os quatro estados que foram
    contestados.
    Para piorar tudo, três desses estados (Flórida, Louisiana e Carolina do Sul) estavam
    no sul do país, que ainda se encontrava sob ocupação militar (o quarto foi Oregon).
    Além disso, os historiadores notam que, a eleição não foi justa por causa do uso
    abusivo de fraude e intimidação perpetrada por ambos os lados, tanto democratas
    como republicanos.
    Uma popular frase do dia cognomeou a eleição “sem um escrutínio livre e justo um
    conto”. Nos quatro anos que se seguiram, os Democratas remetiram à Hayes como
    “Rutherfraud B. Hayes”, alegando para sua eleição ilegítima, como ele tinha
    perdido o voto popular por cerca de 250.000 votos.
    Para decidir pacificamente os resultados da eleição, as duas câmaras do Congresso
    instituíram a Comissão Eleitoral do Bi-partidarismo, para investigar e decidir sobre
    o real vencedor. A Comissão era composta por 15 membros: cinco da Câmara, cinco
    do Senado e cinco do Supremo Tribunal. No total, a Comissão é composta por 7
    democratas, 7 republicanos e 7 Intendentes de Justiça livres, entre eles David Davis,
    que após ser eleito para o senado, se demitiu. Joseph P. Bradley, do Supremo
    Tribunal da Justiça, tomou o seu lugar na assembléia. No entanto, Bradley era um
    Republicano e, portanto, a decisão seguiu nas entrelinhas: 8 a 7 votaram em Hayes,
    vencedor de todos os 20 votos eleitorais;
     A mais polêmica decisão interna de Hayes veio com a sua resposta ao Great
    Railroad Strike, de 1877, no qual os empregados de Baltimore e Ohio Railroad
    saíram do trabalho e juntaram-se em todo o país a milhares de trabalhadores
    em suas próprias e simpáticas indústrias.
    Quando as disputas trabalhistas explodiram em tumultos em várias cidades, as tropas
    federais, pela primeira vez na história dos Estados Unidos, dispararam sobre os
    trabalhadores grevistas, matando mais de setenta pessoas. Embora as tropas
    finalmente houvessem conseguido restabelecer a paz, industriais e trabalhadores
    similares ficaram descontentes com a intervenção militar do presidente Hayes.
    Os trabalhadores temiam que o governo federal houvesse se voltado definitivamente
    contra eles, enquanto os industriais temiam que, tais ações brutais desencadeassem
    uma revolução, nos moldes das Revoluções de 1848, ocorridas na Europa.
    Durante a sua presidência, Hayes aprovou uma série de projetos, incluindo um, de 15
    de fevereiro de 1879 que, pela primeira vez, permitiu às mulheres advogadas
    argumentarem casos perante o Supremo Tribunal dos Estados Unidos.
    Assim, resumidamente podemos destacar para 2021 nos Estados Unidos
    provavelmente:
     Eleição tida como fraudulenta; o que já ocorreu há algumas semanas atrás;
     Muitas greves e
     Fortes mudanças nos direitos civis.
    Já no Brasil, para nos localizarmos cronologicamente, o país ainda vivia os resultados
    econômicos e financeiros oriundos da Guerra do Paraguai finda em 1870, em que o
    Orçamento do Império vinha se equilibrando através de empréstimos tanto de bancos
    londrinos quanto do próprio governo inglês.
    Internamente, o movimento militar após a Guerra do Paraguai não quis “devolver” as
    patentes dadas somente em tempos de guerra: almirantado e marechalado e retorno à
    suas patentes funcionais enquanto do alto comando, o que ao mesmo tempo em que
    causava constrangimento a D. Pedro II, causava forte desconforto à classe política na
    qual considerava tal ato uma afronta à legislação.
    Na área privada vemos, pela primeira vez, o recurso telefônico inaugurado pelo
    próprio Imperador, com uma estação na Quinta da Boa Vista conectando-se
    diretamente ao Palácio e ao Congresso.
    Também há registrado os grandes empenhos empresariais vindos do arrojo
    empreendedor do Barão de Mauá como estrada de ferro, implantação de estação de
    gás e indústria naval e também de outros empreendedores que tomaram a esteira deste
    empuxo empresarial.
    Também podemos resumir assim no Brasil para 2021, provavelmente:
     Forte desequilíbrio fiscal: o que já estamos vivendo e intensificado devido à
    pandemia; e, a que tudo indica, continuará;
     Intensos distúrbios proveniente da classe política – eleições em outubro para
    presidente, senadores e deputados federais;
     Atuação militar e
     Intensificação do empreendedorismo da classe privada: fusões e aquisições;
    lembrando que deverá ocorrer algo no setor de telecomunicações.
     Afora às questões brasileiras e americanas, cabe ressaltar as conseqüências
    ainda provenientes da Guerra do Paraguai relativa à forte disputa entre
    Argentina e Paraguai pela região do Grande Chaco, paraguaio – produtora de
    derivados do couro – que foi intermediada pelo então presidente americano
    Rutherford (Rutherfraud); declarando-a definitivamente como paraguaia.
    Assim, não nos surpreenderá se ocorrer algum embate de porte, seja qual nível for,
    necessitando intervenção externa mediadora entre países do cone sul: Brasil,
    Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile.
    Creio que esses pontos indicados, tanto para os Estados Unidos quanto para o Brasil e
    externos, poderão nos nortear como vértices principais para o ano de 2021, tanto em
    suas decisões econômicas quanto financeiras nas esferas particular e também
    empresarial.
    Bons Negócios

Você também pode gostar de: