Basquete brasileiro nas terras do Tio Sam

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

É indiscutível que o Brasil tem um dos melhores jogadores de basquete de todos os tempos. Oscar é dono de vários recordes do esporte como maior número de pontos 49.737, superando a marca de Kareem Abdul Jabbar, carreira mais longa de um jogador profissional de basquete (26 anos) e o cestinha da história dos Jogos Olímpicos de Verão, com 1.093 pontos. Em 2013 integrou o Basketball Hall of Fame, dos EUA, sem nunca ter jogado na NBA. Apesar de ter sido convidado várias vezes, ele sempre recusou, para poder jogar pela Seleção Brasileira, pois até 1989 os jogadores da NBA não eram autorizados a jogar pelas seleções nacionais.

Mas no basquete são cinco jogadores em quadra. A equipe formada por Gérson, Oscar, Israel, Marcel e Guerrinha (que substituía o armador Maury, vítima de contusão) estava prestes a fazer história . O lugar: Market Square Arena, em Indianápolis. O public: 16 mil espectarodes. A data: 23 de agosto de 1987.

O Brasil tinha conquistado a sua vaga para a final em cima da seleção do México com um placar de 137 a 116.
O time dos EUA era formado por jogadores universitários, muitos deles se tornariam grandes nomes da NBA, como Rex Chapman, Dan Majerle, Danny Manning e David Robinson (que faria parte do Dream team de 1992). Eles tinham superado na semi-final a seleção de Porto Rico.

No primeiro tempo da final a seleção do técnico Denny Crum mostrou sua superioridade no garrafão com David Robinson e encerrou a primeira etapa com uma vantagem no placar de 14 pontos (essa vantagem chegou a ser de 20 pontos).
Mas no segundo tempo a seleção brasileira calibrou a mão e as cestas de 3 pontos começaram a entrar (foram 7 na segunda etapa), fazendo com que o Brasil virasse o jogo.

E com o placar de 120 a 115, com 46 pontos de Oscar e 31 de Marcel, o Brasil se consagrou campeão pan-americano de basquetebol masculino.

‘’…as pessoas viram como aquele time do Brasil jogava. Descidas muito rápidas, grandes movimentos com a bola e muitos arremessos! Você vê o Golden State Warriors atualmente e outros times da NBA tentando ter esse mesmo estilo.’’ Disse Bill Benner, diretor de comunicação do Indiana Pacers

Foi a primeira vez que a seleção norte-americana masculina de basquete perdeu um jogo em casa e a primeira vez que sofreu mais de cem pontos diante de seus torcedores. A derrota para Brasil no Pan e apenas o Bronze conquistador nos Jogos Olímpicos de Seul em 1988 fez com que os norte-americanos começassem a convocar jogadores profissionais para a sua seleção, e um dos resultados disso foi o Dream Team dos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992.

Você também pode gostar de: