Os 5 fatos históricos que o futebol brasileiro esqueceu: Por que segunda camisa da seleção brasileira é azul?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A grande maioria dos torcedores pensa que o azul da seleção nacional é um referencia as cores de nossa bandeira, porém, isto não é a realidade.
Na verdade, até a Copa do Mundo de 1958 não existia a obrigatoriedade de a seleção ter m segundo uniforme e, ai aconteceu o impensável: o Brasil se classificou para a final para jogar contra os donos da casa, a Suécia, cuja camisa também era amarela e tinha a precedência do uso de seu uniforme principal.
Foi preciso comprar as pressas um novo uniforme e o Marechal da Vitoria Paulo Machado de Carvalho, religioso e supersticioso decidiu que seria azul, pois essa era a cor do manto de Nossa Senhora de Aparecida.
Embora muitos considerem isto uma lenda, a verdade é que, por determinação de D. João VI, Rei de Portugal, o manto da imagem de Nossa Senhora era sempre azul com forro vermelho e, apesar de desbotada pelas aguas do Rio Paraíba, onde foi encontrada, era essa a cor verdadeiro do manto da imagem de Nossa Senhora Aparecida.
Apesar da improvisação (os escudos foram arrancados das camisetas amarelas costurado nas camisetas azuis), a proteção divina se fez presente e conquistamos nossa primeira Copa do Mundo com a camisa azul e uma goleada histórica sobre a Suécia.
Obviamente que, a partir daí, ninguém mais pensou em substituir aa cor da segunda camisa da seleção.

Você também pode gostar de: