Novembro Azul

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Novembro chegou e trouxe com ele a Campanha do Novembro Azul. O Novembro Azul é um movimento que tem por objetivos a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que atingem a população masculina, em especial a prevenção do câncer de próstata. É o tipo de câncer mais freqüente entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele, e geralmente acomete homens com mais de 65 anos – 6 a cada 10 casos.
Os fatores de risco são: histórico familiar de câncer de próstata, principalmente pai, irmão e tio e obesidade ou excesso de peso (condição que tem associação com o desenvolvimento de um tumor mais agressivo e que atinge 13 homens a cada 100 casos). Homens negros devem redobrar a atenção, pois sofrem de maior incidência deste tipo de câncer. Outros fatores de risco envolvem sedentarismo e qualidade da alimentação. Uma dieta rica em gorduras e carne vermelha (principalmente bacon, presuntos, hambúrgueres e salsicha), pobre em legumes, verduras e frutas pode aumentar o risco de desenvolvimento da doença. O consumo exagerado de produtos lácteos, refrigerantes à base de cola, açúcar e sal também pode promover o desenvolvimento desse tipo de câncer. O consumo excessivo de álcool também é um fator de risco.
Alguns estudos sugerem que uma dieta rica em licopeno (presente no tomate, goiaba vermelha, suco de romã), vitamina E (ou tocoferol presente nos óleos vegetais e nozes), vegetais crucíferos como o repolho, brócolis, couve-flor e couve de bruxelas, e selênio (castanha do Pará) podem reduzir o risco de desenvolvimento do câncer de próstata.
Manter uma alimentação saudável, consumir bebidas alcoólicas com moderação, não fumar e manter hábitos saudáveis como prática regular de exercícios físicos, beber água em uma quantidade adequada, gerenciar bem o estresse, dormir com qualidade, são atitudes benéficas não só para prevenir esse tipo de câncer mas também outros tipos de câncer e para reduzir o risco de outros problemas como doenças cardíacas e diabetes.
Para garantir a cura do câncer de próstata é de extrema importância o diagnóstico precoce. A partir dos 40 anos os homens que apresentem os fatores de risco, mesmo sem sintomas, devem ir ao urologista e realizar o exame de toque retal e o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). Para os homens sem fatores de risco, a ida anual ao urologista é a partir dos 50 anos. Quebre os preconceitos: a detecção e o tratamento precoces salvam vidas

Você também pode gostar de: