Outubro rosa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero, neoplasias de maior incidência entre as mulheres.

O câncer é a multiplicação de células de forma incontrolável e anormal e pode ter origem por alterações genéticas ou devido hábitos de vida. Boa parte dos diagnósticos tem evolução favorável se tratados em tempo adequado.

A prevenção primária consiste em prevenir o aparecimento do câncer por meio de eliminação de fatores de risco que podem ser controlados e a prevenção secundária consiste no rastreio ou detecção precoce da doença por meio de exames que devem ser feitos como a mamografia e o auto-exame.

O câncer de mama não tem uma única causa, são diversos fatores que aumentam o risco do desenvolvimento da doença, como por exemplo, idade, fatores endócrinos, história reprodutiva, fatores comportamentais e ambientais e também fatores hereditários.

Mulheres a partir dos 50 anos tem um maior risco de desenvolver a doença devido ao acúmulo de exposições a alguns fatores de risco e devido às próprias alterações biológicas que o envelhecimento natural acarreta.

         Os fatores endócrinos estão relacionados à exposição aos hormônios. A idade da primeira menstruação antes dos 12 anos, menopausa tardia – após os 55 anos, primeira gravidez após os 30 anos, não ter filhos, uso de anticoncepcionais e a terapia de reposição hormonal pós-menopausa. Os fatores comportamentais e ambientais incluem ingestão de bebida alcoólica, sobrepeso e obesidade, exposição à radiação (altas doses e freqüentes), sedentarismo e tabagismo. Não ter amamentado também é um fator de risco para as mulheres. Os fatores hereditários estão relacionados à mulheres que possuem vários casos da doença na família que podem ter predisposição genética e assim são consideradas de maior risco para desenvolver o câncer de mama.

A alimentação de boa qualidade contribui para a prevenção de vários tipos de câncer. Refeições equilibradas e ricas em grãos integrais, leguminosas, frutas, verduras e legumes são ricas em fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes e auxiliam na manutenção de peso ideal (evitando sobrepeso e obesidade)  e auxiliam na manutenção da circunferência da cintura menor que 80 cm. Ao evitar alimentos industrializados (ultraprocessados) reduzimos o consumo de gorduras, açúcares, sódio, corantes e conservantes, aditivos químicos. Reduzir o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas (como embutidos) reduz o risco de desenvolvimento de diversos tipos de câncer. O consumo freqüente de açafrão e gengibre é interessante pois ambos possuem ação antiinflamatória, antioxidante e ação quimiopreventiva. Não existem alimentos milagrosos que sozinhos previnem ou curam o câncer, mas a dieta como um todo e o estilo de vida da mulher impacta no risco de desenvolver neoplasias.

Aposte em uma alimentação saudável, pratique esportes e atividade física regularmente. Visite seu médico anualmente e realize o auto-exame e os exames de rotina. Mostre esse texto para sua mãe, sua irmã, sua cunhada, sua sogra, suas amigas. Cuide de você e de quem você ama – juntas contra o câncer de mama.

Você também pode gostar de: