Sementes misteriosas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Muitos já notaram que fico nas horas de lazer buscando temas, motivos e assuntos que poderiam se transformar em algum texto, nos meus estudos de como escrever ficção, no estilo Short Stories.

Nos últimos dias um assunto tem sido recorrente e chamado a atenção em todas as vezes que ouvi ou li.

“Muitos brasileiros estão recebendo sementes misteriosas embaladas dentro de pacotinhos plásticos, em compras recebidas de países asiáticos, principalmente os vindos da China”.

Como sou curioso, fui analisar os motivos e procurar saber do por que destes presentes estarem vindo junto de mercadorias realmente compradas e de que quando chega, enche de medo nossa população, justo ela, vítima de um dos maiores motivos de medo coletivo, representado pelo fantasma chamado Covid-19.

Descobri ocorrer o mesmo fato em outros países, como os Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e outros. Os presentes não são só enviados para o Brasil e sim para uma grande comunidade internacional.

A mídia tem discutido muito tais fatos. Os governos estão com a “pulga atrás da orelha” (como se dizia antigamente). Uns acham tratar-se de espionagem biocibernética, outros de ameaça de possível vírus implantados em locais distantes, outros dizem tratar-se de bombas modernas, enfim, até hoje ninguém disse de que plantas pertencem tais sementes. Sabemos serem de diferentes variedades, portanto, o problema fica mais complexo.

         É consenso geral, que não se devem abrir tais embalagens e plantar tais sementinhas. Dizem que você poderá estar cavando sua própria sepultura. Isso enche de mais terror aos cidadãos já cansados de sentir medo.

         Nos países de primeiro mundo, as agências de espionagem e contraespionagem já estão analisando tal assunto, há algumas semanas. Ninguém até hoje veio a público, através da mídia nem de outros meio de informação para contar suas descobertas. Assim agindo estariam alertando a nós, os cidadãos que pagamos nossos impostos, das reais ameaças de tais sementes misteriosas.

         No Brasil, toda a mídia orienta aos que receberam tais sementes: Não abram tais pacotinhos; não plantem em seus jardins ou terrenos; não façam chá ou torrem pensando tratar-se de tira-gosto; e outras orientações que poderiam muito bem fazer parte do antigo programa “Acredite, se quiser!”. A orientação oficial é para entregar ao Ministério da Agricultura.

         Criou-se a ideia de que seriam presentes importantes que alguns privilegiados estariam recebendo. Mas, um amigo de longa data sempre dizia “Não existe almoço gratuito-(PJAB)”. Ultimamente este amigo tem dito: “Se você receber algo gratuitamente, sem custo, principalmente vindo de fontes digitais e comerciais, pode acreditar que o produto-alvo é você mesmo e seus dados pessoais”.

         Ontem se aventou a possibilidade de alguém estar usando uma técnica comercial conhecida como “brushing”. Procurei saber o significado e soube que era o envio de mercadorias não solicitadas com o objetivo de registrar compras falsas. Eu, não entendi a descrição do termo, mas como eu mesmo estava fazendo minhas próprias pesquisas, tomo a liberdade de informar aos interessados.

         Logo no início, como já disse, tal fato tinha me chamado a atenção. Obtive alguns pacotinhos das tais sementinhas e as plantei num local onde ninguém teria acesso. Elas germinaram, e posso afirmar com provas que consegui identificar quatro tipos de plantas. Todas quatro são conhecidas como afrodisíacas e ativadoras de estímulo sexual masculino, falta de libido ou disfunção erétil. São elas: a marapuama, a tribulus terrestris, a catuaba e o guaraná natural. Ainda há outras não identificadas, mas já suponho as propriedades naturais delas.

         Conhecendo um antigo colega, cujo nome apenas cito por LCCh, como usuário satisfeito de tais produtos. Ele sempre pensou em comercializar em larga escala tais produtos. Procurei contatá-lo.

         Dito e feito! Fazendo uso das modernidades do comércio eletrônico em larga escala, ele se associou a chineses especialistas em vender a nível global. Muito em breve deverão vender tais produtos em nível mundial. Vai ficar rico!

         Como diria Sherlock Holmes ao leal Watson: — Elementar meu caro Watson! A propaganda é a alma do negócio. (01/10/2020)

Você também pode gostar de: