LAUDO NATEL, uma lenda do futebol paulista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Na verdade, a ideia de construir um estadio do Morumbi começa em 1952, bem antes de Laudo Natel ter sido eleito Presidente do São Paulo, porém, foi ele efetivamente que impulsionou a construção. O nome Cicero Pompeu de Toledo é uma homenagem ao Natel foi mais tarde vice governador, a qual doou o terreno para começa bem em 1952, bem antes de Laudo Natel ter sido eleito Presidente idealizador do projeto. Na verdade, a ideia de construir um estádio no bairro do Morumbi

Hoje bairro elegante, o futuro estádio era no meio do nada e um bairro em desenvolvimento por uma imobiliária de propriedade do político Ademar de Barros, de quem construção (o clube adquiriu áreas adjacentes posteriormente). Anos depois surgiria uma polemica levantando a hipótese de o estádio ter sido construído em área pública, mas a verdadeira história, já comprovada em juízo, alias, é que, embora planejasse construir uma praça no local, a Imobiliária foi quem fez a doação ao clube tricolor.

Diz a lenda, que, face a falta de recursos, o próprio goleiro Poy vendeu cadeiras cativas de porta em porta para financiar a construção e Laudo Natel fazia propaganda de fornecedores em troca de material para a construção do estádio. Se é verdade, não sei, mas tanto Natel como o goleiro argentino Poy são lendários no futebol brasileiro.

O primeiro jogo no estadio, ainda em construçao, ocorreu em 2 de outubro de 1960, São Paulo 1 x Sporting de Portugal 0, gol de Peixinho  Entretanto, a construção demorou quase duas decadas e a inauguração oficial foi realizada em 25 de janeiro de 1970 com o jogo, que terminou empatado em 1 x1, entre São Paulo e Porto, de Portugal, sendo o primeiro gol no estadio marcado pelo portugues Vieira Nunes as 32 minutos do primeiro tempo. Miruca fez o gol do São Paulo.

A partir daí se tornou, por muitas décadas, o palco das grandes decisões do futebol paulista, exatamente como sonhava Laudo Natel.

Curiosamente, o São Paulo tem apenas 1 jogo entre os 5 maiores públicos; o Corinthians tem 3 jogos, inclusive o recorde com 146.082 torcedores – jogo contra a Ponte Preta -, o Palmeiras e o Santos têm 2 jogos, inclusive o segundo jogo com maior número de torcedores (127.423 torcedores). 

Você também pode gostar de: