Hamilton, o musical

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

HAMILTON, O MSICAL

O “musical” Hamilton foi estreado em Nova York em fevereiro de 2015 e converteu se rapidamente no maior sucesso dos últimos anos. Ainda hoje (bem,é um dizer,porque os teatros estão atualmente fechados!) pode custar até USD 400 um bom ingresso para assistir em vivo no teatro na Broadway (The Richard Rogers Theater).

Como o livreto está intimamente relacionado com a história de independência dos E.E.U.U. acho conveniente antes de assistir, ler um  pouco sobre essa época para se familiarizar com os nomes de muitas(os) das(dos) personagens.

A Disney adquiriu os direitos para filmar o show ao vivo e pretendia estrear o filme no decorrer deste ano no mundo inteiro. Devido a pandemia, decidiram fazer a estreia no canal DISNEY +, ,que atualmente só emite nos E.E.U.U. e na Europa. Em Novembro deste ano o canal DISNEY + estará disponível na América Latina.

Assisti ao filme deste “musical” na semana passada e gostei muito, mas muito mesmo. Não têm música nem canções dos “musicais” da “nossa época”. Agora é muito rap,e música bem moderna, mas mesmo assim minha mulher e eu gostamos muito ! A posta em cena e o vestuário são excelentes e os intérpretes brilhantes. O autor do livreto, da música e da letra das canções e intérprete do papel de Alexander Hamilton é um porto riquenho fora de série: Lin Manuel Miranda. A idéia de distribuir os papéis dos diferentes caracteres entre pretos, brancos e latinos – sem necessária relação como a “raça” dos personagens históricos é magnífica.

Para assistir o filme, clique em:

https://flixtor.to/watch/movie/31167042/hamilton

Para assistir o filme devem aparecer, embaixo à esquerda, as palavras “Switch to the legacy player”.

Se o que aparecer for “Switch to the normal player” fazer “click” até que aparecer “Switch to the legacy player”. Nessa posição funciona bem. Têm legendas em vários idiomas ,entre eles o Português (Brasil)(procurar embaixo,à direita, em CC).

Diego F. Theumann

Sou 100% austríaco,mas cidadão espanhol,porém – como ninguem é perfeito – nasci em Buenos Aires (Argentina) (1942).Sinto-me muito europeu e brasileiro.

Sou doutorado em química orgânica (Ph.D.) pela Universidade de Buenos Aires e quando ainda era bem jovem (26 anos) saí da Argentina para tentar uma carreira na industria européia. Trabalhei por 37 anos no grupo alemão BASF em diversos países(Alemanha,Espanha,U.S.A.,

Colômbia,México) mas passei – junto com a minha família – a maior parte da minha vida profissional na BASF no Brasil (S.Paulo e Salvador).No total foram lá 22 anos (em duas etapas),provavelmente os melhores anos da minha/ nossa (família) vida.

Desde a aposentadoria (2005) moro -junto com a Marie,minha esposa colombiana – num subúrbio de Bogotá. As nossas tres filhas (a do meio é baiana,a mais velha é colombiana e a caçula mexicana) moram em diferentes países (Espanha,USA e Alemanha),mas temos muito contato (bem,nesta época de pandemia – por enquanto –  só por “whatsapp”,por Skype e por e-mail) com elas e as suas famílias.

Além das mulheres da família e do único “homem”(o nosso neto alemão-brasileiro-espanhol) entre três belas netas,as minhas paixões são os(as) amigos(as) – a maioria deles/delas estão na Alemanha e no Brasil – as viagens,a música,o teatro e o cinema,a leitura e a gastronomia/culinária e os bons vinhos.

Você também pode gostar de: